World of Darkness

A queda do anel foi só inicio
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Bryana Isilwen Nargothron cavaleiro dragão

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Bryana Isilwen Nargothron
Cavaleiro Dragão
Cavaleiro Dragão
avatar

Número de Mensagens : 2
Data de inscrição : 04/04/2008

MensagemAssunto: Bryana Isilwen Nargothron cavaleiro dragão   Sex Abr 04, 2008 7:01 pm

FICHA

Nome:Bryana Isilwen Nargothron
idade:23
sexo:Feminino
raça:Humano – Cavaleiro Dragão


História


Olá e ume chamo Bryana, filha do norte, atualmente tenho 23 invernos na minha linha da vida. Eu nasci em um outono frio numa terra ao norte conhecida pelos seus grande guardiões e guerreiros, em uma casa nobre e antiga com meu destino traçado desde meu nascimento, era chamada de Aranel Súrion, que quer dizer estrela de fogo, um nome peculiar, para uma criança peculiar, uma nobre garota que tinha por seu destino o de milhares de mulheres, casar-se com um grande guerreiro e viver para lhe dar herdeiros que levassem honra ao nome da familia.Meu pai era um grande Dúnedain, homem forte e honrado, lutou na primeira guerra contra os orc´s e junto ao grande arathorn pereceu, assim meu tio Fingolfin Míriel assumiu nossa casa instaurando terror a quem ouvia seu nome.Minha mãe uma filha do povo criava a mim e meus 3 irmãos com esmero nos colocando a par de nossas obrigações para com o povo e a familia, mas aos 10 anos eu já sabia oque seria de mim e não gostava, era alguém impetuosa, corria pelas ruas com meus irmãos e minha mãe agora esposa de meu tio, vivia a dar-me conselhos a como me portar e ao meu destino, com 15 anos fui prometida a um velho cavaleiro que após a morte da 4ªesposa estava em busca de mais uma, o desespero bateu a minha porta , e adoeci sem motivos, findando aos poucos minha vida se tornava uma frágil linha em cima de uma navalha, certa vez uma velha curandeira pernoitou em nossa casa e eu jazia em minha cama em mais um acesso de uma doença desconhecida, naquela época aos meus ouvidos já chegavam os sons e múrmurios de que o senhor negro mais uma vez se reunia e mmordor, para mim aquilo era terrivel, eu tinha um fogo em meu peito que queimava, mas oque fazer, eu era uma mulher que mal sabia mexer com minhas facas na cozinha de minha mãe, e jamais seria permitido que tomasse uma espada e fosse em guerra com meus jovens irmãos indo em socorro a Théoden e a Passo largo, um dos nossos mais famosos guardiões do norte.Essa mesma curandeira chamada apenas de Morgyana. Ficou em nossa casa afim de pagar a hospedagem, cuidando de mim, certa vez ela me contou sobre os dragões e seus cavaleiros das terras distântes nas ilhas ao norte, eu me via em cima de uma fera imensa a combater ao lado de meus irmãos, mas isso era impossivel, meu destino traçado, me impedia de me rebelar contra minha casa.Ela também ficava a tirar a sorte das empregadas e escravas, muitas diziam que ela era uma bruxa poderosa que vagava através das brumas do tempo, e eu lhe pedi que visse minha sorte, eu já melhorava a olhos vistos e também para minha sorte o velho guerreiro estava na guerra a algum tempo, ela leu no fogo e na água e com seus olhos quase prateados e seus cabelos brancos como a neve ela disse:


“foge daqui criança teu destino está além de uma casa e filhos, vai procurar e persiste junto aos cavaleiros de teus sonhos, torna-te a rainha que nasceu para ser...Deve seguir pelas margens do Andúin em busca de teu destino, pois ainda nesta era tua familia terá a maior honra através de teu nome...”


E foi o que fiz, numa noite de inverno escura e fria, fugi de casa, junto da mesma feiticeira que leu meu destino, aos poucos viajando por terras e florestas ermas ela me instruiu no pouco que sei sobre magia, e cura sobre os povos e suas lendas, em menos de um ano conseguimos passagem atraves da floresta velha e chegamos a cidade das cachoeiras, ao chegar aquela terra desconhecida para muitos e temida por todos, ver sua beleza e criaturas de metros de comprimento a sobrevoar as margens sabia que estava em minha verdadeira casa, mas o desespero começou a bater forte, e para minha surpresa aquela mulher velha se mostrou a primeira mulher que foi aceita como guerreira na classe dos dragões, com sua ajuda, mas não sem muita persistência dei inicio ao meu treinamento, 4 anos árduos e dificeis vi passar por minha janela antes de me apresentarem a Ceres, um magnifico dragão macho de mais de 20 metros de asa a asa, a paixão foi a primeira vista e incontestável, voar em suas costas era sem dúvida a melhor experiência que tivera em sua vida, em meu 19º aniversário já me tornara uma bela mulher, com um sorriso que derreteria a pior das feras e tão mortal quanto elas, formavamos um dupla e tanto, ganhei outro nome, e nunca mais vi minha familia, não nos metiamos nas guerras das terras dos reis, nem nas terras dos elfos, apesar de alguns cavaleiros serem elfos, ou anões, viviamos em paz ou em guerra, mas somente cuidando de nossos territórios, sendo ignorados pela maioris do resto dos mundo conhecido.

Mas uma grande sombra se abateu sobre nós nos ultimos 2 anos, guerras sem fim contra magos negros que tentam derrubar nossa cidade e a ordem dos cavaleiros, também soube que o imperio das ilhas do leste tinha caido as poucas amazonas que sobraram rumaram para nossas terras e mbusca de ajuda, isso era terrivel pois as mesma nã ose rebaixavam por nada e vir até a terra dos homens pedir ajuda significava que o mund oque conehciamos estava para acabar.

Tivemos muitas baixas, o viveiro dos dragões que era um santuário Para nós havia sido destruido, poucos cavaleiros sobreviveram, pois a magia e o terror que os magos traziam era desconhecida até por nossos melhores homens e magos, e cansei de ver nas fileiras dos inimigos nossos companheiros mortos agora após a morte obrigados a se juntar aquele exercito escuro e tenebroso.O povo fugiu para as montanhas os cavaleiros e seus irmãos de asas lutavam bravamente mas sem muito sucesso, menos de 100 caveleiros agora existem e 9 contando comigo foram designados para buscar aliados nas terras dos homens, em busca de um grande rei, o qual antes conhecido como passo-largo e reclamar a ajuda dos outros povos pois a guerra já começava a chegar até eles, o mundo que conheciamos estava prestes a mudar de novo...

Atributos

Fr :8
Con :9
Dex :10
Agi :10
Int :9
Will :9
Per :12
Car :13

Positivos:


Ambidestria:3
Arma ou Amuleto Mágico:2
Boa Fama:1
Contatos e Aliados:2
Guardião de Artefato:2
Sedutor:3
Sensitivo:2
Sono Leve:3

Negativos:

Fobia Grave:2(entomofobia)
Segredo do passado:1
dificuldades em obedecer ordens:1


Profissão e Perícias

Animais: montaria & veterinária- 5/2
Armas Brancas- espada, arcos e adagas –5/3/1
Artes: canto & camuflagem-2/2
Negociação: rastreio - 3
Magia: cura & combate.-3/4

Equipamentos
espada, 1 adaga, um escudo de metal,um dragão vermelho,um crystal negro,uma cota de malha, uma armadura simples,um violino, um artefato,1 par de botas, uma capa, um elmo, ervas para utilizar em ferimentos.E um cavalo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Bryana Isilwen Nargothron cavaleiro dragão
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Treinamento de Cavaleiros Alados
» Dungeons em Dragons(Caverna do Dragão) Ultimo Episódio
» Guia básico de Dragão
» Dragão Azul-Claro
» Dragão Vermelho

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
World of Darkness :: Livro da vida-
Ir para: